Não dá. Eu odeio!

Eduardo
Não dá, não dá! Não entendo nada! Nem física, nem literatura e nem gramática.

Eu odeio química! Química! Por que que eu preciso aprender isso?

Ana
Calma filho. Sei que não é fácil. Você tem que ter calmo e estudar muito.

Não dá.

This is a great way to start a sentence. Literally no give or, it doesnt give; não dá is the anti-word to dar para. And it's another way to use the all-powerful portuguese verb DAR.

That's really what he's saying. Brazilians shorten this to não dá. The para aprender in this case is understood by the context.

Não dá para aprender. > It's impossible to learn.

Ou seja,
Química não dá para aprender.
Chemistry is impossible to learn. Verdade.

Eduardo completes the exchange exclaiming that he hates it. It's perfect. Não dá, odeio. Não dá para fazer x nem y therefore I hate it -- eu edeio, eu odeio química.

But why is ODIAR irregular in the EU conjugation? Why doesn't it follow the regular pattern and become ODIO...? It really bothers me when a verb doesn't follow the rules! In this case the best and only answer you will get to that is simply that odeio Oh-DAYYY-Oh sounds much better than
"odio".

Oh-DAYYY-Oh

eu odeio
você, ele, ele odeia

Eu odeio química. Eu detesto química. Eu não gosto de química.

Não dá para aprender. Não dá para entender. Não dá.

Você odeia química?
Odeio.

Nem matemática, nem literatura, nem física, nem geografia, e nem história.

Nem. Use nem to say not even.

Nem vou para escola hoje. Vou ficar em casa.
Nem quero falar com ele. Ele é muito chato.
Nem tenho dez rais. Tô quebrado.

Por que eu preciso saber? Why do I need to kmow?
Por que eu preciso ir? Why do I need to go?
Por que eu preciso viajar? Why do I need to travel?

Remember, when PRECISAR is followed by a verb in the infinite, you do't need to add the de to it. That's because verbs in the infinite have the "to" built-in: SABER = to know. Just add the de when it's a thing:

Eu preciso de sabedoria. > I need wisdom.